Notícias

25/08/2023 - Nota Pública Conjunta | Em meio à votação de descriminalização, entidades médicas alertam sobre impacto do uso da cannabis na saúde



No momento em que ocorre o julgamento da ação de mudanças sobre o porte de maconha no Supremo Tribunal Federal (STF), a Associação de Psiquiatra do Rio Grande do Sul (APRS), a Associação Médica do Rio Grande do Sul (AMRIGS), o Conselho Regional de Medicina do Rio Grande do Sul (CREMERS) e o Sindicato Médico do Rio Grande do Sul (SIMERS), vem manifestar sua preocupação acerca dos riscos à saúde física e mental envolvidas no uso desta substância.

O uso de cannabis está associado a diversos transtornos psiquiátricos, como dependência química, depressão, ansiedade, alterações cognitivas, bem como episódios psicóticos. Além disso, são fatores de risco para o desenvolvimento de quadros clínicos, como doenças pulmonares, cardíacas e alterações de fertilidade. Não existe margem segura para o consumo, assim, mesmo pequenas quantidades oferecem risco, sendo maior à medida que o uso se intensifica.

Como entidades médicas preocupadas com a saúde, a APRS e a AMRIGS entendem que o julgamento desta ação no STF não deve se restringir a teses e decisões jurídicas, mas precisa ser amplo e incluir profissionais de saúde e a população como um todo, oferecendo os subsídios de informação científica para que essa decisão possa ser consciente.

Associação Médica do Rio Grande do Sul 

Conselho Regional de Medicina do Rio Grande do Sul 

Sindicato Médico do Rio Grande do Sul 

Associação de Psiquiatria do Rio Grande do Sul 



Todas Notícias